16 de fev de 2014

A Pergunta Que Me Engasgava.


Não sei você, mas em vários momentos da minha vida tive medo das respostas de algumas perguntas que dominavam a minha mente. Porém, a história que vou lhe contar é de apenas 1 pergunta, de uma determinada fase da minha montanha russa chamada Vida. É a interrogação que eu mais tive medo na vida de se transformar em um ponto final. Mas, em uma madrugada de lua cheia, em meios as brigas que já eram mais do que intimas em minha vida, com uma intensidade desconhecida, fui dominada por um calor que não me deixou pensar e deixou escapar a tal pergunta que me engasgava por alguns meses e longos minutos. Mas para a minha não surpresa, a resposta era a que eu mais temia, a que eu menos queria, a que eu tinha tanto medo e me negava reconhece-lá. Mas ali estava eu, sem fazer birras, sem me humilhar, com a dignidade que me restava, dominada pelo silêncio frio, que logo depois foi ofuscado pelo rangindo da porta se abrindo, pelas rodas da mala deslisando pelo chão, e logo depois a batida da porta quando se fechou, e o sentimento que sobrou era a da angústia, que dominava cada parte do meu ser, que se encontrava sozinho a partir de agora. Mas, com a metade do armário vazio, sem brigas para me matar de dor de cabeça, sem desculpas esfarrapadas, sem disputas e muito menos sem aborrecimentos por causa da tampa levantada ou da toalha na cama. Porém o maior sentimento que me fazia permanecer de pé era a liberdade da minha garganta, que por tanto tempo esteve engasgada com a tal pergunta. E naquela noite eu senti que estava livre das minhas próprias correntes, e descobrir que nunca precisava temer a pergunta alguma, pois nunca dependi de nenhuma resposta, e sim da liberdade da minha cordas vocais.

OBS: ISSO FAZ PARTE DE MAIS UM EPISODIO DE AVENTURAS DE NICOLE, NÃO SOU O NENHUMA ESCRITORA, MAS ESPERO QUE TENHA GOSTADO, E NÃO SE ESQUEÇA DE CURTI A NOSSA FAN PAGE, SEGUIR O BLOG E ME SEGUIR NAS REDES SOCIAIS, TWITTER (NICOLEMENGO) E INSTAGRAM (NICOLEMENGO17).

0 comentários:

Postar um comentário

 
Caso sua foto seja publicada no blog, entre em contato e eu terei o prazer de dar os devidos créditos.
Este site está sob a licença Creative Commons CC BY-NC-SA 2.0: você pode redistribuir e adaptar o conteúdo contanto que credite a autoria e distribua o resultado sob a mesma licença.
Uso comercial requer autorização.