19 de out de 2014

Pág. 256.




Conversar com você é uma das coisas que mais me acalma, me completa e me satisfaz. Você tira de mim o sorriso mais puro e compreensivo, o mais intenso também. Depois de conversar com você não consigo dormir, minha mente viaja e suas histórias se revisam em minha mente. Você me entende. Você tanto quanto eu curti Caetano, vai tanto quanto eu no arpoador e aprecia tanto quanto eu a sua barba, e não tira ela por nada. Você me conhece como ninguém, sabe como eu penso e como eu ajo. Você tem atos de homem e coração de menino, daqueles que nunca se apaixonou antes e não sabe o que é sofrer. E no fim das conversas já te imagino na minha sala com uma taça de vinha, o mais suave, ao som da nossa playlist favorita que só é abafada pelo som das nossas gargalhadas. Mas a pág. 256 chega, o livro acaba, a nossa conversa termina e eu volto ao meu mundo. Você que se descreveu perfeito para mim nem vai lembrar que eu existo até me reencontrar no próximo livro. 


 As vezes me atrevo a escrever, navegar por esse munto de imaginação e letras. Espero você nesse navio sempre. Siga no Instagram: @nicoledrigues ; Curta a Fan Page ; Siga no Twitter: @nicolemengo ; Se inscreva no canal do Youtube ; Se inscreva aqui no blog. E acompanhe tudo em tempo REAL!

0 comentários:

Postar um comentário

 
Caso sua foto seja publicada no blog, entre em contato e eu terei o prazer de dar os devidos créditos.
Este site está sob a licença Creative Commons CC BY-NC-SA 2.0: você pode redistribuir e adaptar o conteúdo contanto que credite a autoria e distribua o resultado sob a mesma licença.
Uso comercial requer autorização.