18 de ago de 2013

Espaço da Rô: Destinatário: vários

Destinatário: vários


            Nesses últimos dias venho sentindo muito a sua falta. Na verdade, essa falta eu sinto desde que resolvemos seguir em direções contrárias, mas, hoje mesmo parei para pensar o quanto te queria novamente presente em meu cotidiano. O quanto queria admirar de novo seu sorriso e ouvir sua voz. O quanto queria um abraço seu.
            Neste intervalo de tempo em que tomamos rumos diferentes até agora, muita coisa mudou, acredito eu, não só em meu dia a dia, mas no seu também. Surgiram gostos novos, aparências diferentes e, principalmente, outras pessoas. Aí então surge a grande diferença em como encarávamos e agora encaramos o fato que nos tornou tão distantes. O tempo nos distanciou do grande problema, e agora conseguimos enxerga-lo completamente. Antes estávamos muito próximos e víamos apenas as pequenas particularidades de algo não tão simples assim. Passaram-se apenas alguns meses, porém esse curto período nos fez crescer muito.
            Olha, eu sei que agi e briguei como uma criança. Depois corri para longe onde não pudesse mais te ouvir. Sei que não é uma justificativa suficiente, porém você quebrou uma enorme proteção que eu tinha construído com bastante esforço, e chegou a tocar nos meus mais sinceros e inocentes sentimentos. Se briguei, foi porque já dependia da sua presença. E se, mesmo depois de tanto tempo, eu ainda volte em alguns domingos para discutir, bater o pé e me mostrar vulnerável de novo, é porque às vezes preciso verificar se você ainda se lembra.
            Nós crescemos, mas separados. E isso me faz pensar se mesmo com todo esse amadurecimento ainda poderíamos estar lado a lado. Nossa visão de mundo já não é mais a mesma, nos tornamos simples desconhecidos. Não sei mais sobre sua rotina, companhias e o que te faz feliz. Você não sabe mais meus planos para o ano que vem, aonde vou sábado à noite e de quem me aproximei. Seríamos bons conhecidos agora? Saberíamos conviver com todas essas mudanças? Aceitaríamos os estranhamentos?
            Você me trouxe tantas dúvidas. Eu realmente queria estar olhando você bem de perto todo esse tempo. Queria também que você soubesse o que eu realmente penso, o que espero, e sentisse orgulho de tudo isso. O que eu te disse ou o que você sabe não é nem de longe tudo o que estou sendo hoje.
            Esse texto foi escrito em uma madrugada. Uma dessas que eu sinto vontade de dizer a tanta gente que aqui resta amor. Eu sinto muito e amo exageradamente. É por amar tanto que jogo tanta sinceridade em parágrafos e cuido para não destruir tudo o que você construiu nesse tempo.

Roberta é a mais nova colaboradora aqui no blog, a nossa futura jornalista que adora doces, ela tem um blog super novinho, vá até lá e aproveite os textos dela aqui. Para saber mais sobre a Rô clique aqui pois ela deixou um recardo para você!

1 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Conheci seu Blog no grupo Um Amor de Blog e já estou te seguindo. quero te convidar a participar de um sorteio legal, em parceria:

    BLOG: http://www.reginaldosillva.com/2013/08/sorteio-cd-de-jorge-vercillo-livro.html

    GRUPO: https://www.facebook.com/groups/caixademusica/

    SUCESSO!

    ResponderExcluir

 
Caso sua foto seja publicada no blog, entre em contato e eu terei o prazer de dar os devidos créditos.
Este site está sob a licença Creative Commons CC BY-NC-SA 2.0: você pode redistribuir e adaptar o conteúdo contanto que credite a autoria e distribua o resultado sob a mesma licença.
Uso comercial requer autorização.